CMCGDestaque

Vereadores debatem em sessão o atual momento político do País

Foto: Divulgação

Com a presença de 17 vereadores, o presidente Marinaldo Cardoso (Republicanos) abriu a 29ª sessão ordinária da Câmara Municipal de Campina Grande, na manhã desta quarta-feira (13), realizada em formato híbrido. Saulo Noronha (SD), secretariou os trabalhos.

Durante a sessão os parlamentares aprovaram as Atas e debateram a respeito da atual política brasileira.

MINUTO DE SILÊNCIO

 

O vereador Saulo Noronha solicitou um minuto de silêncio em memória póstuma ao senhor Alberto Lima; o Sargento Neto (PL), fez a inclusão na homenagem póstuma do Sargento Afonso.

PEQUENO EXPEDIENTE

Olímpio Oliveira (União) fez uma reflexão sobre o momento político nacional, especialmente este momento pré-eleitoral e das opções existentes para o governo brasileiro. Segundo ele, passamos por uma crise de liderança, sem um estadista que possa unificar essa nação. ‘O resultado é justamente aquilo que a população está sentindo na pele e no bolso’, disse o vereador, se referindo aos preços do combustível.

Além disso, ele também disse que o que serve de justificativa para aumentar os preços, não serve para baixar, exemplificando o dólar que apesar do recuo, os valores continuaram o mesmo. Olímpio também falou sobre os preços dos alimentos.

Balduíno Neto (PROS) disse que esteve na STTP e foi recebido pelo superintendente Carlos Dunga Júnior. Na oportunidade falou a respeito dos estacionamentos: na Rua Paulo de Frontin, às margens do Açude Velho; e no shopping Partage. Além de outros gargalos no trânsito no bairro do Catolé. Também solicitou a abertura dos sinais em sequência.

Foto: Divulgação

O superintendente garantiu que fará em cinco ruas em fase de experiência. Quando prefeito de Campina Grande, Cássio Cunha Lima implantou o sistema no Bairro da Prata. O vereador informou ainda que o seu projeto já foi protocolado na Câmara.

Rostand Paraíba (PP) solicitou a SESUMA a limpeza da calçada por traz da Escola Municipal Maria Cândida, em Nova Brasília. E mais uma vez parabenizou o prefeito pela gestão da saúde e que está com transporte à disposição para o translado das pessoas da Zona Leste até o Meninão.

Foto: Divulgação

Aldo Cabral (PSD) que estava dirigindo a URBEMA retornou à Câmara, em sua fala na Tribuna, agradeceu aos servidores da autarquia em nome de João. Saudou o vereador Bruno Faustino (PDT). Disse que ser vereador é de bom tamanho. Agradeceu a Deus e a todos os seus pares.

Ivonete Ludgério (PL) cumprimentou os vereadores que chegaram à CASA e os que retornaram. Informou que na próxima semana não vai participar das sessões em decorrência de uma bateria de exames que vai fazer e alguns necessita de sedação.

Agradeceu a compreensão de todos e desejou uma Feliz Páscoa. Também parabenizou o prefeito Bruno Cunha Lima e os colegas que aprovaram por unanimidade o projeto de doação de terreno para a construção do Hospital de Clínicas de Campina Grande.

GRANDE EXPEDIENTE

Waldeny Santana (UNIÃO) disse que esteve na Praça Clementino Procópio. Recentemente o prefeito anunciou a reforma do Cine Capitólio, e solicitou Bruno que era preciso revitalizar a galeria comercial da praça, para aproveitar melhor os espaços e promover emprego e renda.

Disse que também esteve no bairro Acácio de Figueiredo, e no local solicitou a construção de uma praça pública, que também já apresentou ao prefeito.

Em relação ao posicionamento político nacional, mencionou os números relativos ao Governo Federal. Disse que o PIB de 2021 foi de 4,6% e que foram gerados 2,7 milhões de empregos, que foram 41 mil assassinados, o número mais baixo desde o ano 2007 e que em 2019 houve uma queda no número de homicídios de 24,8% e em 2022 já se tem uma queda de 7%.

Dentro da área econômica, ele enfatizou que tem hoje o melhor economista da história do Brasil, apesar que tem suas ressalvas quanto ao ministro e que a crise econômica é mundial e foi alavancada pelos defensores do ‘fique em casa’, que na pauta dos costumes, o presidente diminuiu as verbas para a Lei Rouanet, mas que queria que ele tivesse avançado ainda mais no Ministério da Educação e em outros setores.

Sargento Neto (PL) também fez uma fala em relação ao Governo Federal, dizendo que o presidente vem enfrentando diversas batalhas desde que assumiu a presidência. Também relembrou a lei criada pelo presidente, de nº 13.954, que beneficiaria todos os policiais e bombeiros militares do país.

Citou também a lei de nº 14.312, que cria o programa habitacional, para os policiais militares, civis e bombeiros militares, que dá uma garantia para que os profissionais possam financiar o seu imóvel até 300 mil reais.

Sobre a compra de próteses penianas, o vereador disse que é para toda a sociedade, sendo oferecida pelos serviços de saúde. Por fim, ele também disse que o presidente vetou a lei ‘Paulo Gustavo’, que destinava 3.86 bilhões, para que todos os governadores usassem os recursos da forma que quisessem e que os pequenos artistas provavelmente não seriam beneficiados.

Alexandre Pereira (UNIÃO), a respeito da fala do vereador Aldo Cabral, disse que a função do vereador é ainda maior do que a do secretário, pois o primeiro foi eleito pelo povo. “Seja muito bem-vindo ao retorno dessa CASA’’ – disse.

O vereador informou que o cadastramento de tração animal começou no hoje. A Prefeitura começou a realizar este trabalho com a colocação de chip nos animais e de todo o cadastramento dos carroceiros e documentação, para que esses profissionais possam ser beneficiados pelas políticas públicas de Campina Grande.

O vereador Olímpio solicitou um aparte e disse que é preciso avançar no que diz respeito ao modal de transporte nas ruas da cidade.

Em relação a política estadual, o vereador disse que acha muita incoerência votar em determinado candidato ao Estado, que defende bandeiras totalmente divergentes da dele, e que como político, em um eventual segundo turno, por falta de opção, poderá seguir o partido. ‘Se o meu candidato Nilvan Ferreira não for para o segundo turno, irá tomar uma posição, e essa posição nunca será a favor de João Azevedo ou de outro candidato que esteja apoiando Lula’ – ressaltou.

O vereador Rostand PB, disse que a política está conflituosa na Paraíba, que ‘está uma mula sem cabeça’.

Alexandre encerrou a sua fala, mencionando a importância da coerência dos votos e de convencer o eleitor. ‘Eu tenho posições firmes, posso até sofrer por causa delas, mas volto a dizer, meu candidato ao governo do Estado da Paraíba, se chama Nilvan Ferreira’, concluiu.

O vereador Waldeny Santana (UNIÃO) encerrou a sessão desejando a todos uma Feliz Páscoa.

Acompanhe tudo que acontece no poder legislativo através do www.camaracg.pb.gov.br ou pelos novos canais no youtube e facebook (camaracg oficial).

DIVICOM/CMCG

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo