Paraíba

Vereador rebate críticas referentes à modificação da data-base do magistério de CG

O diretor de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e da Borborema (Sintab), Napoleão Maracajá, afirmou nesta semana que a Câmara Municipal de Campina Grande aprovou de forma inconstitucional a modificação da data-base do magistério de Campina Grande e que os vereadores tentaram se sobrepor a uma lei federal, que estabelece o reajuste a partir do mês de janeiro de cada ano.

Entretanto, o vereador Sargento Neto (PRTB) rebateu as declarações do sindicalista.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

– Devemos ser coerentes com nossas afirmações, ser coerente quando vai usar uma rede social e ter documentos em mãos para que comprove o que está dizendo. Ele não tomou ciência foi que essa lei, que já é desde 2008, vinha sendo validada todo início de ano e é retroativa ao dia 1º de janeiro de 2018. No dia 1º de janeiro todo o magistério irá receber, como também foi implementado os aposentados e pensionistas. O mês de janeiro não tivemos nenhuma sessão extraordinária e no início das primeiras sessões deveria ser votada. O que se tentou foi regulamentar, todo dia 1º de cada ano o magistério terá seu aumento concretizado – explicou.

*As informações foram veiculadas na Rádio Caturité AM

paraibaonline

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo