Paraíba

Terceira Região de Ensino comenta denúncias sobre violência em escolas de CG

Foto: Paraibaonline

A gerente da Terceira Região de Ensino do Estado, Giovana Marques, comentou as denúncias de violência e falta de merenda na escola Polivalente, bairro do Catolé, como também salas interditadas e falta de alimentação na escola Padrão Senador Humberto Lucena.

Segundo ela, a Polivalente, com relação aos furtos e roubos dentro e nas proximidades da escola, foi solicitado o acionamento das rondas escolares para serem mais intensivas.

Em relação a falta de merenda e gás, Giovana frisou que o problema aconteceu devido a um problema na licitação, mas que este já foi sanado.

– A gestora da escola nos informou que todo esse procedimento foi corrigido. Estou enviando uma equipe para a Polivalente, para que sejam feitos ajustes necessários – frisou.

Sobre a Escola Padrão Senador Humberto Lucena, a gerente explicou que antes esta só funcionava com o ensino fundamental 2, mas que agora ela passou a ofertar o ensino médio, tanto o regular como o voltado para jovens e adultos.

– Isso fez com que a escola tivesse um incremento considerável de alunos. Então, a sala que foi citada que está interditada, vai ser solucionada. A OS [organização social] já foi contatada e existe um cronograma para que a escola não tenha só a sala recuperada, mas que tenha uma boa reforma para atender melhor à realidade dos alunos. A questão é que temos um cronograma. Sobre a merenda escolar, por ter um aumento no número de alunos, foi preciso fazer um ofício descritivo para o governo federal para fazer o ajuste na verba da merenda escolar. Em nenhum momento existe omissão – pontuou.

*As informações repercutiram na Rádio Correio FM, nesta sexta-feira, 18

Paraibaonline*

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo