Paraíba

Refém é obrigada a ligar para imprensa em assalto aos Correios em Campina Grande

(Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

O homem que fez duas pessoas reféns por cerca de três horas durante a tentativa de assalto à agência dos Correios no bairro de Bodocongó, em Campina Grande, fez algumas exigências enquanto negociava a liberação das vítimas na manhã desta quinta-feira (5), entre elas a presença da imprensa no local. Uma das vítimas foi obrigada a ligar para a redação da TV Paraíba e pedir que uma equipe fosse ao estabelecimento que fica em frente à Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Durante a ligação, ainda no início da manhã, a refém demonstrou estar muito aflita e disse que o suspeito havia pedido para que a equipe da TV fosse ao local. “Ele tá calmo, disse que quer vocês aqui para liberar a gente”, relatou a vítima, por telefone. Escute o áudio no vídeo acima, a

A mulher também disse que o homem pediu a presença de alguém dos Direitos Humanos. Além dessa exigência, ele solicitou a presença de um advogado, água, um colete à prova de balas e também pediu para realizar algumas ligações. Essas últimas exigências foram atendidas.

O Batalhão de Choque iniciou a negociação, com orientações do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e, por volta das 11h, os reféns foram liberados. Eles foram atendidos por equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que estavam no local desde o início da ação.

De acordo com a Polícia Militar, na parte de cima do estabelecimento estavam alguns funcionários que não tiveram acesso aos suspeitos.

Enquanto o suspeito que estava dentro da agência fazia as exigências, outro suspeito intermediava as negociações com a polícia do lado de fora e outro homem estava detido na viatura da Polícia Militar. Após a liberação das vítimas, os três foram presos e levados para a sede da Polícia Federal, em Campina Grande.

Os três presos são Lucinaldo dos Santos Cavalcante, 24 anos, Ivan Henrique Pereira, 22 anos, e José Jailson da Silva, 51 anos. De acordo com a Polícia Federal, eles são do Rio Grande do Norte e do Ceará. Eles estavam em dois carros e uma moto, apreendidos pela polícia. Com o grupo foram apreendidas ainda duas pistolas calibre 380.

PM explica negociações com bandidos que fizeram reféns em assalto aos Correios

PM explica negociações com bandidos que fizeram reféns em assalto aos Correios

Por G1 PB

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo