Paraíba

Profissionais do Hospital de Trauma participam de palestra sobre o suicídio infantil

Uma palestra sobre o aumento de casos de suicídio envolvendo crianças e adolescentes deu continuidade às ações alusivas ao Setembro Amarelo, nesta sexta-feira (14), no auditório do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena. A atividade foi voltada para todos os profissionais da instituição, e teve como objetivo quebrar os tabus sobre o assunto, bem como dialogar com os colaboradores sobre as causas desse crescimento.
 
Na ocasião, esteve presente o presidente nacional da Cruz Vermelha Brasileira, Júlio Cals, que aproveitou a oportunidade para parabenizar a instituição pela iniciativa e ressaltar o apoio à causa. “A ação é extremamente importante. A questão do suicídio é um tabu, mas temos que quebrá-lo, afinal de contas, todos os dias jovens e crianças estão tirando suas vidas. E a sociedade tem que abrir os olhos. A Cruz Vermelha Nacional abraça a causa de combate ao suicídio e vem trabalhando forte a temática em todas as suas filiais do Brasil, visando diminuir os índices assustadores”, destacou.
 
A diretora geral da unidade de saúde, Sabrina Bernardes, ressaltou a relevância da temática e evidenciou que só com informações vamos conseguir combater está triste realidade. “O suicídio entre crianças e adolescentes não deve ser visto como um tabu ou algo velado. Mesmo sendo um assunto complexo, deve ser discutido, pois os jovens precisam aprender, desde cedo, a lidar com as questões humanas, as emoções e também frustrações” afirmou.
 
A coordenadora da psicologia, Anne Micheli Paiva, acrescentou que devemos ficar atentos, pois a doença é silenciosa. “Os casos de suicídio vem aumentando e a depressão é o grande responsável por essas mortes. Por esse motivo, temos que informar e esclarecer a maior quantidade de dúvidas sobre o assunto, pois, só assim, vamos conseguir conscientizar o maior número de pessoas sobre esta problemática”, explicou.
Secom-PB

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo