Campina GrandePolicial

Professor teria sido esfaqueado após se negar a pagar limpeza de transporte por aplicativo, diz polícia

Um professor universitário foi esfaqueado por um motorista de transporte por aplicativo, na madrugada do último sábado (4) em Campina Grande, supostamente após se negar a pagar a limpeza do veículo.

De acordo com a delegada Elizabeth Backman, a versão foi apresentada em depoimento pelo suspeito. Ele contou que o amigo do professor teria vomitado dentro do carro, devido ao consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Durante o trajeto, teria sido acertado que os clientes pagariam pela corrida e também pela limpeza do carro. No entanto, ao chegar ao destino, o professor teria exigido troco ao entregar uma nota de R$ 100 ao motorista.

“Houve um desentendimento e, em dado momento, segundo o suspeito, a vítima investiu contra ele. Nesse momento, ele feriu a vítima com um punhal, inicialmente na mão e depois em outras partes do corpo”, informou a delegada.

Ainda conforme Elizabeth Backman, o professor e o amigo disseram que não lembram detalhes do que aconteceu naquela madrugada, pois estavam embriagados.

O professor universitário foi levado para Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, onde passou por cirurgia.

PORTAL CORREIO

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo