Paraíba

Preso último foragido no caso da morte de Higor Natan

(Foto: Reprodução)

O jovem Havyd José Pereira Lins, de 28 anos, foi preso, na manhã desta quarta-feira (31), em Campina Grande, apontado como o último foragido no caso do assassinato de Higor Natan Borges, ocorrido em 7 de outubro de 2014, em João Pessoa. A vítima, que era estudante universitário e tinha 21 anos, chegava ao condomínio onde morava, no bairro dos Bancários, quando foi atingido por tiros.

Havyd José Pereira Lins foi preso na loja onde estava trabalhando, na Avenida Assis Chateaubriand, no bairro Jardim Paulistano. A Polícia Militar divulgou que recebeu informações de que o suspeito estava em Campina Grande e realizou levantamentos sobre ele durante 30 dias. Havyd foi preso nesta quarta em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pelo 2º Tribunal do Júri da Capital.

Participação no crime

De acordo com a Polícia Militar, Havyd chegou a relatar que na ocasião foram utilizados dois veículos. No primeiro, um carro Saveiro, ele teria dirigido para o atirador e o deixado próximo ao local, já com o porte da arma. Depois teria pego uma moto, para facilitar a fuga após os disparos.

Execução

A Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (Homicídios) da Capital, que investigou o crime, apontou que a morte de Higor Natan foi uma execução. O assassinato teria sido motivado por um relacionamento ocorrido entre um dos suspeitos e a namorada da vítima, conforme informou, na época, o delegado Reinaldo Nóbrega, responsável pelas investigações.

Por

 e 

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo