Paraíba

Obras de Pinto do Acordeon se tornam Patrimônio Cultural e Imaterial da Paraíba

Foto: Reprodução

A obra do cantor e compositor Pinto do Acordeon se tornou Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado da Paraíba, por meio de uma lei de autoria do deputado paraibano Wallber Virgolino. A lei foi publicada no Diário Oficial do Estado deste sábado (13).

Na justificativa, o deputado afirmava que “não restam dúvidas quanto ao merecimento do reconhecimento” e pontuou que entre as obras de Pinto do Acordeon, há “pérolas da música nacional”, que já foram interpretadas por artistas como Elba Ramalho, Dominguinhos, Raimundo Fagner e pelo Trio Nordestino.

O PL foi aprovado por unanimidade na Assembleia Legislativa, durante uma votação realizada no dia 18 de junho.

Francisco Ferreira Lima, o Pinto do Acordeon, nasceu no município de Conceição, no sertão paraibano. Se tornou popular a partir de apresentações que realizava junto a trupe de Luiz Gonzaga. Ele gravou cerca de 20 álbuns durante a carreira.

Paraiba todo dia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo