Paraíba

Dupla é presa suspeita de realizar fraudes em transações bancárias

(Foto: Divulgação)

Duas pessoas foram presas em flagrante pela Delegacia de Defraudações e Falsificações da Polícia Civil, ao tentarem fazer uma transferência bancária no valor de R$ 700 mil reais, usando documentos falsos. A prisão ocorreu no fim da tarde desta segunda-feira (1º).

De acordo com informações repassadas pela Polícia Civil, duas mulheres, uma de 67 e outra de 45 anos, naturais de Jaboatão dos Guararapes-PE, faziam parte de uma organização criminosa composta por seis pessoas. O grupo era especializado em realizar negociações fraudulentas e abertura de contas bancárias, com acesso a documentos públicos falsos e informações de clientes de bancos.

Atuação

A organização criminosa escolhia suas vítimas de acordo com a renda disponível. Foi assim que chegaram à última vítima, que possuía o total de R$700 mil reais em uma conta poupança. Antes de tentarem fazer a transferência do valor total da poupança, eles já haviam tentado transferir a quantia de R$500 mil, porém o banco conseguiu bloquear a transação, mas, na ocasião, ninguém foi preso.

Sem sucesso em Pernambuco, a organização criminosa tentou realizar a transferência na Paraíba. Porém, a Polícia Civil conseguiu impedir que as duas pessoas conseguissem realizar a transação, sendo presas em flagrante em uma agência bancária localizada no Mercado de Tambaú.

Outros suspeitos

A Polícia Civil continuará em busca dos outros membros da organização criminosa. Os crimes cometidos por eles são os de estelionato qualificado, uso de documento falso e associação criminosa, podendo serem condenados a até 19 anos de cadeia.

As duas mulheres presas foram levadas para a carceragem da Central de Polícia, no Geisel e passarão por audiência de custódia que deve acontecer nesta terça-feira (2).

PORTAL CORREIO

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo