DestaqueNotícias

Coordenador do Procon diz que não encontrou cartel de preços em CG, nem abuso sobre os consumidores

O coordenador do Procon de Campina Grande, Rivaldo Rodrigues, informou que o órgão possui o histórico com os preços de todos postos de combustíveis de Campina Grande desde janeiro e tem acompanhado as mudanças nos preços. O órgão também tem trabalhado para impedir qualquer tipo de abuso sobre o consumidor com relação ao aumento nos preços dos combustíveis.

Rivaldo informou que nenhum dos estabelecimentos fiscalizados até o momento aumentou além dos R$ 0,40, mas todo o aumento seguiu esta média. Casos seja comprovado algum cartel na cidade, o ministério será informado.

“Estamos acompanhando muito de perto essa questão, pois ela reflete diretamente na condição do povo campinense, que hoje tem o terceiro maior preço de combustível da Paraíba, só perdendo para Patos e Sousa. Estamos desde que foi anunciado o aumento, estamos acompanhando todos os postos. Nós não comprovamos cartel em Campina e se a gente comprovar, o Ministério Público será acionado”, disse.

Todos os postos já foram notificados para que apresentem as notas fiscais.

“Já notificamos todos os postos para que apresentem as notas fiscais para que a gente possa fazer uma avaliação e chegar a um denominador comum. Nós do Procon estamos preocupados com abusos que estejam sendo cometidos em cima do consumidor, e em segundo lugar, combater a formação do cartel, que seria altamente prejudicial”, garantiu.

Segundo ele, aqueles postos que cobram um pouco mais é porque também oferecem uma estrutura melhor aos clientes.

As informações repercutiram na Rádio Correio.

Paraíba Todo Dia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo