Sem categoria

Com zika e crise, mortalidade infantil sobe pela 1ª vez em 26 anos no Brasil

Foto: Reprodução

Pela primeira vez desde 1990 houve aumento na taxa de mortalidade infantil no Brasil em 2016 e a tendência é que o índice de 2017 ainda se mantenha acima do que foi registrado em 2015. A epidemia do zika vírus e a crise econômica são apontadas pelo Ministério da Saúde como causas desse crescimento.

A zika contribui pela queda de nascimentos e aumento das mortes de bebês com mal formações graves. Já a crise está associada às mortes infantis que poderiam ter sido evitadas, causadas por diarreias e pneumonias, que são influenciadas pela perda da renda familiar, estagnação de programas sociais e cortes na saúde pública.

Os dados do Ministério da Saúde foram analisados pela ‘Folha’. Eles mostram que desde 1990, o país apresentava redução média anual de 4,9% na mortalidade infantil, o que estava acima da média global, que era de 3,2% segundo relatório do Unicef.

Em 2016, a taxa ficou em 14 mortos para cada mil nascimentos, uma taxa de 5% sobre o ano anterior.

Paraiba Todo Dia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo