Notícias

Chuvas e frio aumentam incidência de doenças respiratórias, alerta especialista

O inverno, período que se caracteriza pelas chuvas e o tempo frio, também pode ser um fator que contribui no surgimento de doenças respiratórias. O alerta é do médico otorrinolaringologista  Carlos Diego Figueiredo, do Hapvida.

Diante das baixas temperaturas, a pessoa fica mais exposta a contrair doenças como gripe, resfriado, pneumonia, bronquite e outros. “Os sintomas são muito semelhantes, entre um agente causador e outro”, complementa o médico.

Quando acometido de algumas dessas doenças, Carlos Diego recomenda que o paciente não faça automedicação. Para prevenir, a sua recomendação é evitar exposição ao frio e chuva, além de se agasalhar. “O ato de se agasalhar vai fazer você se proteger tanto da mudança climática do frio, como vai proteger o seu corpo. É importante usar um casaco, um cachecol, e a área mais afetada é a da garganta e do nariz”, pontua.

ALIMENTAÇÃO – Para pacientes, que porventura tenham sintomas como dor de cabeça ou coriza, o otorrino também chama a atenção para a alimentação. “Recomendamos frutas, bastante líquido, para ficar hidratado. No inverno não tem muito mistério, não há um alimento que você coma e só vá trazer benefícios”, explica Carlos Diego.

Ele ainda recomenda que o paciente evite ingerir bebidas geladas. “Às vezes a pessoa acaba exagerando no açaí, ou no sorvete, e acaba facilitando o aparecimento desses sintomas”, finaliza o médico.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo