Paraíba

Câmara de Campina Grande discute autonomia financeira da UEPB em audiência

Rangel Júnior. Foto: CMCG

A Câmara de vereadores de Campina Grande realizou nesta quinta-feira (09), uma audiência pública para discutir os problemas relativos a autonomia financeira da Universidade Estadual da Paraíba. A audiência é de autoria da vereadora Ivonete Ludgério (PSD) presidente da Casa.

Foram convidados ao debate, o Reitor da UEPB, professor Rangel Jr, representantes sindicais, estudantes da própria universidade, secretários de estado, e também o governador Ricardo Coutinho, que não compareceu à audiência, nem enviou seu representante.

A vereadora Ivonete Ludgério destacou a importância da UEPB para toda a Paraíba e que sua expansão e consolidação só foi possível através da sua autonomia financeira, o que garantiu o pagamento de salários de professores e funcionários e também proporcionou o planejamento de projetos de pesquisa, mas “a instituição acumula oito anos de perda quanto a sua receita, o que compromete o pleno funcionamento da universidade”.

O Reitor Rangel Jr. ressaltou que, ao longo de 10 anos, a UEPB teve momentos de possuir recursos para executar projetos de expansão, mas que atualmente, o problema do gerenciamento financeiro se agravou, quando o governo do estado descumpre a Lei de autonomia a UEPB. Ele destacou o não repasse dos valores do duodécimo no final de 2010, o que ocasionou uma perda de R$40 milhões e que o prejuízo vem se acumulando ao longos dos anos.

Para o professor, Luciano Albino, pró-reitor de planejamento da UEPB, é preciso destacar o papel importante da universidade na economia de Campina Grande e do estado, uma vez que, grande parte do montante investido na autonomia da instituição e dos recursos adicionais dos próprios alunos, aquecem o comércio de toda uma região, através de contratos de aluguel de imóveis e também da compra de vários serviços

Ivonete afirmou que a Câmara vai entregar ao Governo do Estado um documento assinado por todos os parlamentares para reivindicar a devolução dos recursos que a universidade tem direito.

“Vamos convocar a própria universidade, a Câmara de vereadores e a sociedade civil organizada para cobrar do próximo governador do estado, compromisso com a UEPB”, finalizou a presidente.

Ivonete Ludgério. Foto: CMCG

Paraiba Todo Dia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo