DestaqueNotícias

Cagepa estima quando o Açude de Boqueirão sairá do volume morto

Foto: Paraibaonline

O diretor regional da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa), Ronaldo Meneses, explicou nessa quinta-feira (6) que não foi anunciada uma data exata sobre possíveis modificações na distribuição de água feita pela Companhia.

– Todas essas previsões que informamos são de que o manancial vai sair do chamado volume morto. No momento em que for feita qualquer modificação, informamos exaustivamente – disse.

No ensejo, Meneses destacou que o racionamento d’água é desfavorável para população.

– No que se refere ao racionamento, gosto de dizer que é muito desfavorável ao sistema de abastecimento de água por vários motivos. A cada semana esvaziamos e enchemos novamente a rede e isso provoca aumento de pressão em alguns pontos, o que ocasiona rompimentos, vazamentos e vai deixar parte da zona desabastecida, como também vai causar transtornos imensos aos pavimentos. O racionamento é sempre injusto porque há uma parte da população que não vai ser atendida durante todo período, principalmente aquelas pessoas que residem nos locais com topografia mais elevada – esclareceu.

De acordo com o diretor, a estimativa é que em aproximadamente um mês o açude Epitácio Pessoa alcance a capacidade de 8,2%.

– Hoje estamos com 7,1% e precisamos de 4 milhões e 500 mil metros cúbicos d’água serem armazenados. Consideramos que está entrando, em média, 3 metros cúbicos por segundo em Boqueirão, está saindo 0,85% para Cagepa e mais 0,25% perda por evaporação. Levando em conta que estão sendo armazenados dois metros cúbicos por segundo no açude e precisamos de mais 4 milhões e 500 mil, estimamos que ainda precisamos de 26 dias para chegar nos 8,2% – concluiu.

As informações foram veiculadas na Rádio Caturité AM.

Paraíba Online

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo