DestaqueParaíbaPolítica

BOMBA: Câmara de Massaranduba anula sessão que reprovou contas de 2009 de prefeito para fazer novo julgamento

O município de Massaranduba, no interior da Paraíba, é pequeno, mas para a adoção de ‘manobras’ políticas parece ser bem grande. Chegou ao Blog do Ninja a informação de uma verdadeira engenharia que a Câmara Municipal da cidade está realizando para ‘livrar’ a barra do prefeito.

É que o legislativo, juntamente com o executivo municipal vai realizar, novamente, uma sessão para apreciar as contas de 2009 da antiga gestão, só que, essas contas já foram votadas em 2012 e foram reprovadas.

O decreto legislativo de reprovação foi publicado e enviado ao TCE.

O atual prefeito está governando sob liminar. Há um processo em curso pedindo a perda de mandato dele e, para escapar, ele se juntou com os vereadores sete dos nove parlamentares para garantir a sobrevida.

Ainda conforme informação repassada ao Blog do Ninja, os atuais vereadores sequer tiveram acesso as contas que serão reapreciadas e vem votar “às cegas”.

CLIQUE NO LINK E VEJA

http://www.massaranduba.pb.gov.br/diarioOficial/download/6046/272/0

 

O BURACO É MAIS EM BAIXO

A atual Mesa Diretora da Câmara foi eleita em janeiro e, segundo a denúncia, serve apenas para atender os interesses do atual prefeito.

“Com a ajuda do prefeito essa atual Mesa já foi reeleita após alteração do regimento interno. Trata-se de caso gritante de manobra de um grupo político para tornar elegível o atual prefeito após julgamento conclusão em 2012. Aqui se volta no tempo. Se essa moda pega vai virar bagunça”, disse a fonte.

Essa semana, em essão ordinária da Câmara houve reapreciação das contas do exercício 2011 de responsabilidade do Prefeito Paulo Oliveira. Desta vez, com direito a ampla defesa.. As contas foram NOVAMENTE REPROVADAS.

Acompanharam o Relatório do TCE-PB

Os vereadores(as) Edilma – Erinalda – Valdir e Wilson.

Foram a favor das contas e contra o TCE.

Aderson – Elias – Gilberto – Lenilton – Wandeley.

Como é matéria de 2/3 para a aprovação, essas contas também foram reprovadas.

“Agora com a obrigatoriedade de decretação legislativa da reprovação, todos os trâmites do cumprimento das obrigações do Acórdão do TCE devem seguir seu rito legal”, ressaltou a fonte.

O Blog do Ninja vai ficar atento às cenas dos próximos capítulos.

Blog do Ninja.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo