ManchetePolicial

Anestesista é preso por estuprar paciente que passava por cesárea

O médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra foi preso nesta segunda-feira (11) acusado de estuprar uma paciente enquanto ela estava dopada e passava por um parto cesárea no Hospital da Mulher de Vilar dos Teles, em São João Meriti (RJ). De acordo com a Polícia Civil, funcionários da unidade de saúde flagraram o anestesista colocando o pênis na boca de uma paciente. As informações são do G1.

Durante o domingo (10), enfermeiras e técnicas responsáveis pelo flagrante esconderam um celular em uma sala de cirurgia. As funcionárias já desconfiavam do comportamento do anestesista e estranhavam, por exemplo, a quantidade de sedativo aplicado nas grávidas.

A gravação foi entregue à polícia e a delegada Bárbara Lomba, da Delegacia de Atendimento à Mulher, prendeu Giovanni em flagrante. A polícia agora vai tentar descobrir outras possíveis vítimas do anestesista.

Giovanni postou foto no Hospital da Mulher neste domingo — Foto: Reprodução

Procurado pelo G1, o Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) informou que abriu um processo para expulsar Giovanni. Para o presidente do Cremerj, Clovis Bersot Munhoz, “as cenas são absurdas”.

Em nota, a Fundação Saúde do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Saúde, a que o Hospital da Mulher de Vilar dos Teles, está subordinado, repudiaram a conduta do médico anestesista. “Informamos que será aberta uma sindicância interna para tomar as medidas administrativas, além de notificação ao Cremerj. A equipe do Hospital da Mulher está prestando todo apoio à vítima e à sua família”, diz o comunicado.

Médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra foi preso e autuado em flagrante, na madrugada desta segunda-feira (11), por estupro. — Foto: Reprodução/ TV Globo

Por ISTOÉ

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo