Paraíba

Acidentes com moto matam quase 70 no Trauma de Campina; veja relatório de 2018

Foto: Reprodução

O Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, divulgou o balanço de acidentes com moto e óbitos decorrentes destes acidentes nos primeiros sete meses de 2018. Os acidentes de motos estão à frente nos números de atendimentos, principalmente durante os finais de semana no Trauma.

Ao todo, foram registradas 67 mortes nestes sete meses e, deste número, 54 foram mortes de homens, quase 80% a mais do que as vítimas femininas.

Pelo relatório é possível verificar que os meses de janeiro e abril foram os de maior registro de acidentes, mas foi no mês de julho, que é mês de férias para muitas crianças, jovens e profissionais de diversas áreas, que houve o maior registro de mortes. Foram 20 mortes (15 homens e cinco mulheres).

O diretor do Hospital de Trauma de Campina Grande, Geraldo Medeiros, em diversas entrevistas demonstrou preocupação com este alto número de acidente envolvendo motos e afirmou que cerca de 90% dos acidentes poderiam ter sido evitados. Ele acredita que se não houver redução nestes números, teremos uma geração de pessoas sequeladas.

Diariamente, o Hospital de Trauma atende pacientes de toda a Paraíba e, em alguns casos até de outros estados.

 

Acidentes com Moto em 2018 – Trauma-CG

Janeiro – 737 atendimentos – Óbitos – 10 – sendo 8 homens e 2 mulheres
Fevereiro – 646 atendimentos – Óbitos – 08 – sendo 8 homens e 0 mulher
Março – 727 atendimentos – Óbitos – 10 – sendo 8 homens e 2 mulheres
Abril – 739 atendimentos – Óbitos – 06 – sendo 3 homens e 3 mulheres
Maio – 680 atendimentos – Óbitos – 03 – sendo 2 homens e 1 mulher
Junho – 697 atendimentos – Óbitos – 10 – sendo 10 homens e 0 mulher
Julho – 718 atendimentos – Óbitos – 20 – sendo 15 homens e 5 mulheres

Paraiba todo dia

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo