O aniversário do presidente da executiva estadual do PMDB na Paraíba, José Maranhão, comemorado no último sábado (16), ainda é assunto comentado nos bastidores do Poder Legislativo.

A forte presença dos tucanos e do Prefeito Cartaxo (PSD) na festa incomodou a ala do PSB e sobraram críticas para todos os lados.

O líder do governo na Assembleia Legislativa, Hervázio Bezerra (PSB), acredita que tudo aquilo não passou de uma encenação, até porque todos que estavam lá almejam o governo do Estado, entre eles Romero Rodrigues e Luciano Cartaxo, que, segundo ele, não vão abrir mão da postulação ao cargo em prol do senador José Maranhão, que já disse ser candidato do PMDB.

Hervázio disse ainda que só teria acreditado na unidade das forças presentes ao evento se Cartaxo tivesse dado um abraço em Maranhão dizendo que ele seria o candidato dele. O mesmo esperava de Romero Rodrigues.

“Ou se eles disserem isso amanhã, eu vou acreditar na força dessa união”, ressaltou.

O fato é que o PMDB também está sendo cortejado pelo PSB para compor a cabeça de chapa ao lado do candidato do partido, João Azevedo, nas eleições de 2018.

O deputado Raniery Paulino tem colocado o pé na parede e defendido a tese da candidatura própria.

Para o peemedebista, o partido tem que deixar de ser coadjuvante e assumir o seu papel de protagonista, até por conta do seu tamanho dentro do país.

Paraibaonline da Redação João Pessoa