Após o anúncio de que a CAGEPA encerraria o racionamento de água em Campina Grande e mais 18 cidades no dia 26 de agosto, o vereador Renan Maracajá se mostrou contrário a tal decisão, já que em sua avaliação, ainda não há segurança hídrica do manancial para suprir a necessidade de todos os municípios.

Para Renan, deveria haver um pouco mais de prudência, pois vários fatores devem ser considerados, como evaporação, diminuição de vazão das águas provenientes da transposição e as diversas barreiras e desvios irregulares no Rio Paraíba, este último, levado como pleito para o Ministério da Integração Nacional, a Agência Nacional das Águas, DNOCS, Ministério Público Federal e outros órgãos para cobrar que seja realizada uma rígida fiscalização nas águas que entram no Rio Paraíba.

O parlamentar disse que “eu esperaria mais um pouco, até que todas as respostas sejam dadas pelos órgãos responsáveis pela transposição e os problemas na bacia do Rio Paraíba sejam solucionados, para que a população não corra o risco de passar novamente longos períodos sem receber água em suas casas”. Finalizou o vereador.

Da Redação com Assessoria