Rompeu, na tarde desse sábado (10), parte do canal da Transposição das Águas do Rio São Francisco nas proximidades do Sítio Malhadinha, no município de Custódia, no Sertão de Pernambuco. O Ministério da Integração Nacional ainda não divulgou informações sobre a motivação do rompimento nem sobre possíveis danos a continuidade da transposição para a Paraíba. Comente no fim da matéria.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com o Ministério Pública da Paraíba (MPPB), o procurador-geral de Justiça, Bertrand de Araújo Asfora, vai estar em reunião, às 10h desta segunda-feira (12), em Brasília, com o secretário de Infraestrutura Hídrica do Ministério da Integração Nacional, Antônio de Pádua de Deus Andrade, para tratar sobre o rompimento na obra.

“Ao sabermos do ocorrido, de imediato entramos em contato com o secretário para tratar do assunto e marcar a audiência. Mas, de antemão, o secretário adianta que a situação está sob controle e que o problema será resolvido em quatro dias”, disse Bertrand Asfora.

Em nota, divulgada na manhã deste domingo (11), o Ministério da Integração afirmou que o ‘vazamento’ já foi totalmente controlado e que equipes trabalham executando serviços de reparo na drenagem da obra. Veja abaixo a nota na íntegra.

Sobre o vazamento registrado na manhã desse sábado (10) em um trecho do canal do Eixo Leste do Projeto São Francisco, o Ministério da Integração Nacional vem a público esclarecer que:

1. O vazamento, que ocorreu próximo ao reservatório Copiti, entre Sertânia e Custódia (PE), já foi totalmente controlado;

2. Equipes das empresas responsáveis trabalham no local desde ontem para realizar o reparo na drenagem interna da estrutura, que deve ser concluído em até 72 horas;

3. Não há nenhuma vítima e nenhuma casa de comunidades da região foi atingida, já que a água seguiu por um riacho até chegar ao rio Moxotó. Foram registrados apenas danos de pequenas proporções em cercas, estradas vicinais e bueiros. Ontem mesmo as equipes de programas ambientais do Projeto São Francisco foram mobilizadas para levantar os danos e programar a recuperação;

4. Nesta fase de pré-operação quaisquer problemas são rapidamente solucionados. Equipes do Ministério da Integração Nacional estão sempre de prontidão para agir rapidamente quando necessário.

5. Será realizada uma análise técnica para averiguar o motivo do vazamento.

Matéria atualizada às 11h51 para inclusão do posicionamento do Ministério da Integração Nacional.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.